Buscar
  • TERRAÇO

Como lidar com latidos de cachorro em condomínio?


A maioria dos itens que preenchem a lista de desvantagens de morar em um condomínio tem a ver com a convivência com outros moradores. Principalmente quando o assunto é latido de cachorro.

Apesar de o condômino ter respaldo na Lei 4591/64 para manter um animal de estimação no apartamento, o assunto sempre traz polêmicas relacionadas à temas como barulho e mau cheiro.

É necessário seguir as regras de convivência. Mas o que fazer quando os latidos de cachorro estão incomodando bastante a vizinhança? Pensando nisso, separamos as melhores dicas sobre como proceder.


1. Respeite as normas do condomínio;

Os moradores que possuem animais devem ter atenção às regras estabelecidas, como: transitar com o pet pelos elevadores de serviços, impedir que o animal circule pelo prédio livremente e dependendo da raça, usar focinheira. Geralmente os regimentos internos trazem informações específicas para dos donos de pets.


2. Converse com seus vizinhos;

A presença do animal só pode ser questionada se a segurança e a saúde dos outros moradores estiverem em jogo.

Na maioria das regras, os animais precisam ser conduzidos por guias, uso de focinheiras e bloqueios quanto ao uso do elevador social, depende de cada condomínio.


3. Ensine o pet a fazer necessidades no local certo;

Todos sabemos que eles não fazem de propósito, mas pode prejudicar a saúde tanto dos condôminos quanto do dono.

Seguindo o regimento interno e você poderá ter uma vida muito feliz e tranquila com o pet no condomínio.

12 visualizações0 comentário